POESIA “ACRÓSTICO DOCE”:
UM ACRÓSTICO IDEOGRÁFICO