O paraíso em quarentena


Vê-se aí uma parte do Abraão, Ilha Grande, vivendo esse momento de isolamento social numa época que é considerada meia-alta temporada, entre o Carnaval e a Semana Santa. Nesse período, geralmente, este pequeno povoado fervilha ainda de turistas de todas as partes do mundo.

Entrementes, do alto como do chão, não se vê lixo, poluição -- embora haja saídas de esgoto tratado dentro da Enseada do Abraão --; não vê se garrafas, copos de plásticos, não se vê uma ponta de cigarro sequer nas calçadas, na areia ou no mar.

Este ano, as quedas de luz foram, finalmente, controlados: trouxeram para cá uma meia dúzia de grandes geradores, com três quartos do tamanho de um contêiner padrão de navio. A Ilha Grande não é a mais a mesma. Ainda assim, há os baques de luz de um segundo, de um minuto, de cinco e, durante a quarentena, de dez minutos.

Postais em destaque
Postais recentes