DO QUE CONCORDA PLENAMENTE

Aquilo estivera a contemplar os mais variados filósofos, os mais discrepantes e vívidos pensamentos por — trinta, e nada menos que trinta anos; um dia, uma criança passou a cantarolar, girou a maçaneta do tempo e o arremessou para além da moldura de seu universo estanque: aquilo viu seu mundo se mover qual um compasso e sua cabeça redonda explodiu contra a parede...; a parede, por seu turno, sustentava um espelho com que “ele” foi obrigado a também concordar: “ele”, afinal, não era alguém, mas algo: sim, aquilo era uma porta e estivera fechada, asfixiando a passagem, por várias décadas.

 

Igor Buys

Please reload

Postais em destaque

VERSOS ÍNCUBOS

17.11.2019

1/14
Please reload

Postais recentes

13/12/2019

Please reload