• Igor Buys Buys

A TRAPAÇA NO REINO ANIMAL... - excerto


Ressalte-se que o galo de crista branca é inexoravelmente mais fraco que o de crista escura; o trapaceiro não é “forte ao seu modo”, não descobriu um método universal para superar suas limitações, as transformando em força maior que a força, embora seja isso o que a ideologia liberal procura vender.

A fêmea possui aparato fisiológico eficaz na detecção dos traços do mais bem equipado para sobreviver, para obter alimento para os filhotes; do mais bem aparelhado para enfrentar predadores, doenças; do mais longevo, mais apto a liderar e conviver de modo salutar. E ela não seleciona o fraco, que, ratificando sua fraqueza, ao invés de a elidir, não respeita a seleção sexual, i.e., a Inteligência da evolução sobre o que -- deve ser, mas, ao contrário: passa por cima desse princípio natural, se valendo de um subterfúgio, de um atalho inusitado, de um: artifício.

Assim, o artifício em questão é elemento que deriva da fraqueza mesclada de oportunismo contra a genética e a força; contra, sobretudo, a ordem evolutiva, de modo a, inclusive, preservar caracteres contraproducentes do ponto-de-vista da evolução das espécies.