• parrésias

AMOR E CORPO


Experimento imenso prazer em penetrar a mente da coisa amada — na expressão dos poetas líricos —, ou penetrá-la em espírito, também pudera dizer: quando não seja a melhor introdução para o amor de cama, pode chegar a ser a plena compensação emocional para a sua impossibilidade ou inoportunidade. Homens e mulheres que possuem muito dinheiro e têm nisso a sua maior potência, num paralelo, quiçá, patético, se comprazem deveras em comprar o sexo alheio. O cantor, o ator notável, amiúde, quer ser amado por ser célebre e não se constrange, muito ao contrário, com a percepção de que o elemento orgástico nele é a celebridade em si. Somos seres abstrativos, por conseguinte, abstratos, em larga medida, e complexos. A maior parte das mulheres quer ser amada por e em alguma parte abstrata do que são, se distinguindo nisso, diametralmente, dos homens medíocres. Enfim: cada um sabe — mesmo não atinando saber — qual a dimensão e o alcance do seu falo e do seu corpo.

Igor Buys