• poesia

COM O QUE SONHAM OS TEUS OLHOS?


Com que teus olhos sonham

que espelhou neles tanta luz

e tons de dourado em cascata.

O que teus olhos vêem adiante

que não pode estar no presente,

tem de ser transcendente,

se embeber de um futuro mais sereno,

mais equânime, onde as mãos estejam dadas,

todo coração possa ter asas

e haja tempo para ver as auroras.

As auroras.

Esse momento em que o céu e o mar,

a mata de bronze e dourado,

o pássaro de fogo, o pêssego de rosa e azul,

tudo emerge da treva, e grita! grita sem macular

o silêncio, som das vagas, do vento por entre

as folhas, por entre as fibras dos teus cabelos.

Esse momento em que as coisas clamam

esperança, renovação, boas novas,

quanto dele ficou preso em ti,

no bronze incandescente dos teus olhos,

dos teus cabelos infinitos.

Os teus olhos. Com o que sonham esses olhos

que se espelha no teu rosto, na tua pele umectada

de rosa e perfume, tangível a qualquer distância,

nessa cachoeira de chama que aprisiona o vento

e se derrama à tua volta, e nada a pode deter.

Com o que sonham os teus olhos?...

Igor Buys

Ilha Grande, 06 de dezembro de 2019

Gabriela Tafur