• militância política

VIVA FIDEL! VIVA PUTIN! E ABAIXO O ESQUERDISMO FOFO E FESTIVO, CARNAVALIZADO, FUTEBOLIZADO E ANALFAB


Gostei muito do cartaz e trouxe de um grupo do Feicebuque. Mas, na marcha em que as coisas vão, os EEUU vão acabar voltando a escolher os presidentes, não só de Cuba, mas do mundo inteiro.

O que está sendo feito no Chile é o mesmo que fizeram no Brasil em 2013. Em Hong Kong, debaixo os bigodes chineses, idem.

O Brasil, esperança dos BRICS neste continente, e a Bolívia, até ontem, uma democracia de valor simbólico importante para o ideal de esquerda, o país onde o McDonald's faliu, depois foi expulso, já foram subjugados de todo e colonizados de vez.

A Síria, outro país estratégico geopoliticamente, sobrevive em meio a tanta dor e injustiça, graças ao apoio firme da Federação Russa.

E ainda há quem abra a boca na esquerda festiva e analfabeta política para maldizer Putin: ora, sem Putin, até o ideal de multipolarização já estaria morto.

Rumamos para um mundo polarizado em torno de WA; um império global e o mais triste e deplorável que já houve: todos os demais impérios da História, sem se eximirem por isso do mal que representaram, geraram efervescência cultural evolutiva; esse que aí está, o Império da Mediocridade, é o primeiro que faz o oposto: impõe excrementos culturais, do fast food ao cinema antiartístico de elogio à violência e ao fascismo, da música descartável ao consumismo reificante e seus objetos de cobiça insaciável e patológica, como um maravilhoso "modo de vida" que todos são obrigados, pela forças das armas, a seguir, ao ponto de que muitos, sob o efeito de armas de psychological warfare, já nem se saibam mais escravos e dementes e, tal como no Mito da Caverna, de Platão, tenham horror à liberdade e à luz.

I.B.