July 26, 2020

Encontrar nos empórios

o mel de laranjeira mais dourado.

É preciso deitar-te sobre o leito,

deixar queimarem uns incensos

no vizinho cômodo de orar;

segurar tuas mãos unidas,

levemente dominadas

acima da cabecinha.

É mister molhar os dedos no pote,

roçar o mel da cor dos teus c...

July 23, 2020

E nos teus Olhos essa cor
que nada simplesmente mortal
ou fisiologicamente descritível
teria permissão para refratar,
reverberando do céu o Ocaso
lento: os seus mais íntimos
e misteriosos momentos de paixão,
introspecção e silêncio. Teus Olhos...

E nas tuas Mãos a reden...

July 9, 2020

Senta sobre a minha pélvis, põe os pés no meu rosto.

Pisa sobre a minha testa e a minha boca, dentes, lín-

gua, sede. Senta, te ajeita; usa as minhas pernas como

encosto; joga os teus cabelos para trás. Senta-te, meneia,

me ajeita a mim bem dentro do teu calor. Pisa sem pe...

July 3, 2020

E esse poeta, esse tal poeta, em aqui vivendo,

e se não furtando a esperar com ternura,

de ali estar por longas horas sob a luz dourada dos verões,

numa noite limpa de luar azulado, estou certo, 

a teria visto: à sua Musa, caminhando sobre a madeira molhada do cais,

com sal...

July 2, 2020

A Criança que há em mim

e a Criança que há em ti

querem se dar as mãos.

Querem se reencontrar:

se religar.

Não as impeças.

Não frustres, não temas

sua transcendente inocência,

sua incontrolável leveza,

seu dom de evasão

e redescoberta.

As Crianças.

As Crianças em nós

só querem brin...

July 1, 2020

Escrevo versos porque sou poeta,
não sou poeta porque escrevo versos.

Não escrevo certo de ser lido,
lembrado ou esquecido;
meu verso não quer dizer algo
que trago ao peito calado:
o poema é minha casa, conforto.
E também é o que faço
a penas.

Ser poeta é a minha inc...

June 27, 2020

Eu sou como uma crisálida,
intumescida de explosão e vôo,
a latejar, a me esforçar retesado,
pela tua carne adentro, e mais adentro,
além, e mais além; a buscar as cores
em caleidoscópio que refervem
no teu imo, na foz do teu sonho; adentro,
e mais adentro; mais fundo,...

June 25, 2020

Somos chamados a viver não uns sem os outros, sobre ou contra

os outros, mas uns com os outros, para os outros e nos outros.

Papa Francisco, via Twitter

Nada me pode impedir de te amar.

Tenho sabido encontrar o teu corpo

nos corpos de outras mulheres,

entre as quais a noite,...

June 23, 2020

Beber cada gota febril do teu suor,

cada pérola dos teus perfumes

e cremes derretidas enquanto

retesas os músculos, e te bates,

te bates nesse malho unilateral,

solitário e tão ausente de mim.

Beber até o sonho das minhas mãos

a deslizarem sobre a tua pele, a minha

bo...

June 23, 2020

Um mel

Um mel negro

ébrio de dourados

petróleo incendiado

jorrando, manando

escorrendo

por entre estilhas, por entre arestas

farpas e facas

do vento.

O vento.

Amanteigado e meigo

a desfazer-se,

ali se vê tragado,

engolido, resumido

desnudado:

desvendado.

O vento.

E ali a tarde imerge i...

Please reload

Postais em Destaque

GUARDA-ME

31.07.2020

1/16
Please reload

Postais Recentes

07/31/2020

Please reload